Menu Fechar

Entendendo os 4 C’s do marketing mix

Você certamente já ouviu falar dos 4 P’s do marketing, não ouviu? Bem, os P’s não são os únicos que fizeram nome para si próprios!

Vamos apenas dizer que este conceito evoluiu e que o que está a evoluir agora são os 4 C’s do marketing!

Como praticamente tudo na vida, o marketing também mudou drasticamente, transformou e abordou conceitos que são ainda mais complexos. Portanto, é possível criar melhores estratégias para conquistar mais clientes e entender melhor o seu comportamento.

E sempre surgem novas tendências no mix de marketing. Os 4 C’s, um conceito inteiramente focado nos consumidores, é um deles.

Mas, afinal o que é?

Quais são os 4 Ps do marketing?

Este conceito ainda está muito vivo na mente daqueles que trabalham com estratégias de marketing, mas não faz mal rever, certo?

Foi desenvolvido por Jerome McCarthy, baseado nos estudos de Neal Borden nos anos 50.

Os 4 Ps de marketing ou marketing mix, são: Produto, Preço, Place e Promoção.

O produto está no centro deste conceito, e é por isso que é o primeiro P. Além dos bens e serviços em si, este ponto diz respeito a tudo relacionado com o produto, como embalagem, design, garantia, etc.

O segundo P é Preço como no preço do produto e tudo relacionado com este aspecto, como descontos, financiamento e condições de pagamento.

Localização refere-se ao local onde o seu ponto de venda está inserido e a toda a distribuição do seu produto. Em suma, refere-se aos aspectos logísticos do seu negócio.

E finalmente, Promoção, que diz respeito à promoção do seu produto, tais como links patrocinados ou mesmo a colocação do produto em meios tradicionais.

Estes são os 4 Ps, que durante muito tempo, foram os principais pilares da área, evoluindo para os 4 C’s de marketing.

Então, leia sobre como cada um dos 4 C’s pode ajudá-lo quando chegar a hora de delinear o plano de marketing do seu negócio!

Cheque os 4 C’s do marketing digital

Se o foco dos P’s no produto, agora é hora de prestar atenção àqueles que compram, suas necessidades, sua satisfação, conveniência e, claro, como você se comunica com eles.

Esta ideia dentro do marketing mix está em desenvolvimento desde os anos 90 por Robert F. Lauterborn.

Apesar de ser uma “evolução”, os dois conceitos podem coexistir, permitindo-lhe ter uma estratégia mais assertiva e que se encaixe melhor com o percurso do consumidor.

Mas você sabe o que cada um dos Cs de marketing significa?

Cliente

O primeiro C é precisamente o protagonista desta estratégia, que é o cliente.

Um dos aspectos mais importantes ao criar uma estratégia de marketing é conhecer bem o seu público-alvo. Afinal, esta é a única forma de oferecer uma solução para os problemas enfrentados pelos potenciais clientes.

Neste sentido, criar personas é fundamental. Ela vai além do público-alvo tradicional, incluindo também hábitos, estilo de vida e até mesmo seus desejos.

E eu quero dizer qualquer coisa que você possa fazer! Porque, uma vez que conhece o seu cliente a fundo, torna-se muito mais fácil criar produtos e serviços de qualidade.

Por isso, nos 4 C’s de marketing, pense primeiro no seu cliente e tudo o resto virá mais fácil.

Custo

Em termos dos 4 Ps, este seria o momento de falar de Preço. Mas este não é o caso aqui. Na verdade, não pense que substituímos uma palavra por um sinónimo. Afinal de contas, custo não é o mesmo que preço.

Aqui, o que precisamos pensar é sobre custo como um todo. Isto inclui tudo o que os clientes (lá estão eles novamente) precisarão gastar para comprar seu produto ou suas despesas comerciais para oferecê-lo.

Custo também leva em conta outros fatores além do preço em si, como o tempo que os consumidores levarão para receber o produto (um fator importante no caso do comércio eletrônico) ou ir pessoalmente ao seu ponto de venda.

E, claro, inclui também os benefícios que os consumidores terão com seu produto ou serviço, que precisam ser medidos quando chegar a hora de decidir o custo final.

Conveniência

Previamente, Place. Agora, Conveniência.

Se local se refere ao local exato onde sua loja está localizada, a conveniência abrange mais elementos do que o próprio local. Este fator está intimamente ligado ao acesso do público ao seu produto.

Baseado no comportamento da sua pessoa, você deve ser capaz de saber se seus clientes preferem fazer compras online ou em lojas de tijolos e argamassa, e o que eles estão dispostos a fazer para comprar o seu produto.

Por isso, muito mais do que os aspectos físicos, estamos também a falar da experiência do cliente com a sua marca.

Se fechar um negócio consigo não for conveniente, o público provavelmente irá até aos seus concorrentes.

Comunicação

O quarto e último dos 4 C’s de marketing substitui a promoção. A comunicação trata de como você se conecta com seus clientes.

É aqui que os profissionais de marketing precisam posicionar sua marca no mercado, manter a reputação do negócio e se comunicar nos meios utilizados pelos clientes.

A comunicação trata de diálogo, de como o negócio pode surpreender o público alvo, ao contrário da promoção, onde você teve que persuadir alguém a comprar.

Por isso, a comunicação está diretamente ligada à interatividade. E as redes sociais estão entre as principais ferramentas para criar este diálogo.

Mas não pense que a comunicação só inclui o envolvimento das redes sociais. Ela engloba a criação e distribuição de conteúdos relevantes para o público.

Você precisa lembrar que essa interação sempre irá variar de acordo com a jornada do consumidor. Afinal, em cada etapa, o público precisa de uma abordagem e conteúdo diferentes.

E qual é a importância dos 4 C’s hoje em dia?

Como você leu neste artigo, o marketing está em constante mudança. De um momento para o outro, novos elementos, especialmente os provenientes da Internet, fazem com que os consumidores se comportem de uma forma.

E os 4 C’s de marketing preocupam-se em como compreender os hábitos e comportamentos dos clientes, e como isto pode ajudá-lo a vender mais e melhor.

Aumentar o seu tráfego e atingir mais clientes!

Os 4 C’s de marketing ajudam muito na criação de uma estratégia mais eficaz, que acrescenta valor ao produto e, especialmente, satisfaz as necessidades dos clientes.

E, claro, esta estratégia também depende de outros fatores relacionados ao marketing de conteúdo.

Temos um ótimo artigo sobre o assunto, com 7 dicas incríveis sobre como aumentar o tráfego do seu site usando o marketing de conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *